Notícias

Felgueiras celebrou 25 de Abril durante três dias

29-04-2014

DSC_1097

DSC_1412

DSC_1419

DSC_1426

DSC_1431

DSC_1436

DSC_1438

DSC_1444

DSC_1478

DSC_9678

DSC_9715

DSC_9733

DSC_9804

DSC_9809

DSC_9812

DSC_9822

A Câmara Municipal de Felgueiras celebrou o 40.º aniversário do 25 de Abril de 1974, de 24 a 26 de abril, acontecimento histórico que restabeleceu em Portugal a Liberdade e a Democracia.

As comemorações tiveram início na noite do dia 24, na Casa das Artes de Felgueiras, com o concerto de Helena Sarmento, conhecida cantora do Fado Azul, que engloba na sua música influências de figuras como José Afonso, Amália Rodrigues e Hilário.

A fadista cantou, além do seu reportório, músicas de Abril. No final do concerto, foram entregues por elementos do Executivo municipal – João Sousa (vice-presidente), Carla Meireles e Adelina Silva (vereadoras) – os prémios do concurso “Espantalhos 2014 – Trajes do século XVI”, no qual participaram 32 instituições concelhias (escolas, IPSS’s e coletividades). O 1.º prémio foi atribuído à Escoa Profissional de Felgueiras (250 euros); o 2.º ao Agrupamento de Escolas de Lagares – Escola Básica de Lagares (200 euros); e o 3.º ao Centro Social e Paroquial ao Divino Salvador de Moure (150 euros). As 32 instituições receberam um prémio de participação de 100 euros, inclusive as vencedoras dos três primeiros lugares.

No dia 25, a celebração da Liberdade começou de manhã com atividades lúdicas e desportivas em frente ao edifício dos Paços do Concelho. Na parte da tarde, realizou-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho uma homenagem à Comissão Administrativa de Felgueiras, eleita em plenário popular em frente ao edifício dos Bombeiros Voluntários dias após o Golpe de Estado e que geriu a Câmara Municipal durante 28 meses – entre agosto de 1974 e dezembro de 1976, ou seja, até às primeiras eleições autárquicas. Essa Comissão Administrativa era composta por José Maria Machado de Matos (presidente), António Castro, António Joaquim de Sousa, Pe. António Leite da Fonseca Durães, Ernâni Ferreira Bastos, Júlio Teixeira Martins e Mário Pinheiro de Magalhães (vogais).

Esta homenagem culminou com a abertura de uma exposição de documentos históricos alusivos à referida Comissão Administrativa, na qual foram inseridas três pinturas – um tríptico de 3 metros – alusivos à revolução, da autoria de Marina Leão, artista multifacetada, natural de Felgueiras, licenciada em design de comunicação, que se dedicada a trabalhos na área de design, pintura e artesanato e que se encontra representada em várias casas particulares.
O único membro da Comissão Administrativo de 1974 vivo é António Castro, que esteve presente. Os familiares dos restantes estiveram também presentes. A todos o Presidente da Câmara agraciou solenemente com a entrega de um diploma de Voto de Louvor, aprovado em reunião de Câmara, e uma medalha do concelho.

Inácio Ribeiro referiu: “Agradeço, enquanto presidente da autarquia e também como cidadão, a generosa prestação destes homens, que foram os grandes obreiros da transição democrática do Estado Novo para a Democracia em Felgueiras. Estas pessoas deram o melhor de si e do que sabiam para a normalização da vida democrática neste concelho, com muito empenho, esforço e abnegação”.

As comemorações do Dia da Liberdade encerraram na Casa da Cultura da Lixa, na noite do dia 26, com um concerto a assinalar o percurso musical de José Afonso pelo grupo musical “Uma vontade de música”, composto por 7 elementos: Octávio Fonseca, Guilhermino Monteiro, Pedro Ramajal, Carla Pontes, João Mesquita, Celeste Ramos e Inês Salselas. Antes do concerto, foi feito o pré-lançamento do livro da advogada Estela Moreira “O Regime de Acesso ao Direito e aos Tribunais”.

Boletim Municipal #9 2016
Cm Felgueiras 2017 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por