Notícias

Centenas de alunos e professores têm participado nas atividades comemorativas das Jornadas Europeias do Património 2019

30-09-2019

À semelhança do que vai acontecendo por todo o país, estão a decorrer em Felgueiras, as comemorações das Jornadas Europeias do Património 2019, este ano subordinadas à temática Artes Património Lazer.
O Concurso de Fotografia “O Ilustre Amarantino” tem como objetivo promover a arte fotográfica, Amarante, e uma personalidade que se tenha destacado na sua área de atividade ou que, de alguma forma, tenha contribuído para o bem desta cidade. Na 4.ª edição, realizada no ano de 2019, o ilustre amarantino escolhido foi o político António Lago Cerqueira, fundador das Caves da Calçada, responsável, em boa parte, pela difusão dos vinhos de Amarante.
A exposição dos trabalhos premiados no IV Concurso de Fotografia Ilustre Amarantino 2019, esteve patente na Casa da Cultura, Dr. Leonardo Coimbra – Lixa de 3 a 26 de setembro.
A cerimónia de encerramento da Exposição do Concurso de Fotografia “O Ilustre Amarantino”, decorreu dia 26 de setembro, tendo a atividade contado com a participação de mais de 120 alunos e professores da Escola Secundária da Lixa, da Escola Básica e Secundária de Airães, da Escola Secundária de Felgueiras e da Escola Profissional de Felgueiras, que frequentam os cursos de Comunicação Digital, de Operador de Fotografia e de Multimédia.
Na iniciativa, estiveram presentes, Ana Medeiros, Vereadora da Educação e Cultura, da Câmara Municipal de Felgueiras, Verónica Pinto, presidente da Associação para a Criação do Museu Eduardo Teixeira Pinto, e Joaquim António Pinheiro, Presidente da Junta da União das Freguesias de Amarante (São Gonçalo), Madalena, Cepelos e Gatão, parceiro na realização do concurso Ilustre Amarantino.
A vereadora da Cultura, Ana Medeiros, enalteceu a exposição resultante de “um concurso em que os participantes são obrigados a estudar história”.
A autarca mencionou ainda o que levou a autarquia a optar por incluir este concurso no programa das Jornadas Europeias do Património. “Para que haja património é preciso que haja memória e história, dai que os artistas e profissionais de fotografia dão um grande contributo para que as imagens se perpetuem no tempo e que façam parte da nossa história e do nosso património”

Ainda no âmbito destas comemorações, decorre a iniciativa “O património vai à Escola”, os alunos, do 10º ano do curso de Humanidades, de vários agrupamentos de escolas tiveram a oportunidade de, em contexto de sala de aula, assistir a sessões de partilha de conhecimento, em torno da temática do Património. Com incidência nos diversos patrimónios: bibliográfico, documental, fotográfico e edificado.
Ana Medeiros participou numa das sessões realizadas no Agrupamento de Escolas Dr. Machado de Matos e refere: “ É notório o interesse demonstrado por parte de alunos e professores em conhecer mais sobre o património do nosso concelho e é indiscutível a importância destas sessões de trabalho na promoção da identidade cultural dos Jovens e da história do nosso concelho. Temos recebido emails muito simpáticos de agradecimento e de reconhecimento da importância desta atividade, que está inserida no plano de atividades do Ano Municipal da Educação, promovendo um dos seus principais pilares estratégicos: Património e Memória.”

Sábado, 28 de setembro, realizou-se a Caminhada Cultural entre a cidade da Lixa e o Seixoso. Partindo do Largo da Estação de Borba de Godim, os cerca de 150 caminhantes seguiram até à Casa do Seixoso (cerca de 4 Km). Durante o percurso foram surpreendidos com a história e histórias acerca da casa do Seixoso. Chegados ao local, pela mão do grupo “Há Lá Trio”, assistiram ao espetáculo “Blasfémia no Seixoso - Um encontro com Florbela.” Durante o espetáculo recordou-se Florbela Espanca, ilustre poetisa e hóspede da estância do Seixoso em 1928.

Atualidade 01/2018
Cm Felgueiras 2019 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por