Município

Personalidades

António José da Fonseca Moreira (1841-1938)
Fonseca Moreira  Nasceu em Sendim e dedicou-se à literatura teatral. Felgueiras deve-lhe o teatro de seu nome, inaugurado em 1921, e generosas dádivas à Misericórdia local e Associação Humanitária dos Bombeiros.
Comendador Agostinho Ribeiro (1848-1916)
 Comendador Agostinho Ribeiro Saudoso benemérito, dotado de excecionais qualidades de carácter e de grande generosidade. Foi, além de outros cargos fundador do Hospital de Felgueiras, que tem o seu nome.
Coronel Francisco Sarmento Pimentel (1895-1988)
  Descendente da ilustre família Peixoto Coelho, da Casa da Torre, participou ativamente com seu irmão João no derrube da Monarquia do Norte (1919), no Porto. Foi grande pioneiro da aviação transatlântica (Portugal-Índia) em 1930. Aglutinador da oposição à ditadura portuguesa no Brasil para onde teve de emigrar, só de lá voltou por escassas vezes, a última das quais em 1986. Este foi um grande vulto da história nacional e que não só soube voar como ninguém, como sonhar e lutar por melhores voos para o seu povo que ansiava ver em regime livre e democrático.
Dr. António Assis Teixeira de Magalhães (1850-1914)
  Nasceu em Margaride. Académico de diversas instituições, autor de obras jurídicas e 1º Conde de Felgueiras.
Dr. António de Sousa Magalhães Lemos (1855-1931)
  Nasceu em Margaride. Psiquiatra de renome internacional e professor universitário foi diretor clínico do Hospital Conde de Ferreira. Foi homenageado com um busto erguido no jardim da Praça da República.
Dr. Eduardo de Freitas(1866-1926)
Dr. Eduardo de Freitas  Ilustre cidadão de responsabilidades assumidas a nível da autarquia e também investigador de muito mérito, e a quem se deve uma belíssima monografia geral sobre o Concelho "Felgerias Rubeas" e principalmente das famílias que ao longo da história local mais importância tiveram nesta terra. Foi Presidente da Câmara Municipal de Felgueiras e Provedor da Misericórdia local. Tem busto na cidade da Lixa, no coração da cidade, perto da sua residência, onde hoje ainda habita uma das suas netas.
Dr. José Maria Machado de Matos (1915-1989)
  Advogado distinto, foi sempre, o elemento pacificador, o elo da concórdia da família dos bombeiros, formando Direções, congregando boas vontades, colaborando na recolha de fundos, pregando amor à causa. Homem bom, pode dizer-se que devotou a sua vida aos outros. Orador brilhante, os seus discursos em festas e sessões solenes eram aguardados com ansiedade e escutados com religiosos silêncio. Constitui-se pois Figura Grande da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Felgueiras. Desempenhou o cargo de Presidente da Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Felgueiras entre 1975 e finais de 1976, sendo eleito Presidente para dois mandatos consecutivos em 1976 e 1979. Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Felgueiras de 1986 a 1988. Morreu em 28 de Março de 1989, sendo nessa data Presidente da Assembleia Municipal.
Dr.Custódio Rebelo de Carvalho (1805-1883)
  Nasceu em Santão. Felgueiras deve-lhe as principais escolas públicas e a criação da Comarca de Felgueiras em 1855. Tem o seu nome numa rua da cidade de Felgueiras.
Dr.Ribeiro de Magalhães(1847-1919)
  Nasceu em Margaride. Advogado, Procurador à Junta Geral do Distrito, Presidente da Câmara Municipal de Felgueiras e fundador e primeiro provedor da Misericórdia de Felgueiras.
General João Sarmento Pimentel (1888-1987)
  Irmão do Comandante Sarmento Pimentel, foi também ele um paladino de ideais de liberdade para Portugal. Profundamente culto, autor do livro "Memórias do Capitão" de histórias felgueirenses
Leonardo Coimbra (1883-1936)
 Leonardo Coimbra Notável docente universitário, filósofo, tribuno, político e escritor, nasceu em Borba de Godim, e deixou obra de relevo no panorama cultural português. Foi imortalizado na Lixa, sua terra natal através de uma estátua em bronze. 
Manuel de Faria e Sousa (1590-1649)
 Manuel Faria e Sousa Manuel de Faria e Sousa, poeta, historiador e filósofo, nasceu em Pombeiro a 19 de Março de 1590, na Quinta da Caravela. O que sobremodo o notabilizou foi a sua vasta obra de erudição poligráfica e os seus comentários a «Os Lusíadas»
Nicolau Coelho (Séc. XV-XVI)
 Nicolau Coelho Nicolau Coelho foi um grande fidalgo e navegador português do séc. XV e XVI. Participou na expedição e descoberta do caminho marítimo para a Índia, em 1498, e na viagem de Pedro Álvares Cabral, em 1500, foi o primeiro a pisar as Terras de Santa Cruz. Nos finais de Janeiro de 1504, na viagem de regresso a Portugal, uma violenta tempestade dispersou toda a esquadra portuguesa, que acabou por ficar pelo caminho. Natural de Felgueiras, o Concelho soube homenageá-lo, imortalizando-o através da colocação de um busto, em sua homenagem, na Praça da Comunidade Lusíada, bem como uma pintura mural no edifício Vasco da Gama
Boletim Municipal #9 2016
Cm Felgueiras 2017 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por